Abril - 24 - Quarta

Aquele que crê no Filho tem a vida eterna.
João 3:36

O SEGURO DE VIDA DE DEUS

  A maioria das pessoas adquirem uma apólice de seguro de vida para cobrir os custos que acompanham a morte. Essa é uma decisão sábia, uma vez que protege seus parentes de pagarem, com seu próprio dinheiro, os exorbitantes custos do funeral. Mas você já parou para considerar como é contraditória a expressão “Apólice de Seguro de Vida”? Em nenhuma hipótese ela garante vida para nós. Nem ela e nem ninguém sobre a terra.

  Entretanto, com Deus, a situação é diferente: Ele não apenas pode nos garantir a vida, como Ele deseja fazer isso, e sem correr nenhum risco. Além disso, a vida eterna que Deus promete não é apenas uma existência sem fim sob as mesmas condições que vivemos no tempo presente. Trata-se dum poder dentro de nós que nos capacita a sermos agradáveis tanto a Deus quanto aos homens e nos alegrarmos nos meios pelos quais Deus é capaz de nos garantir tal vida. O meio é Seu próprio Filho amado, Jesus Cristo, que morreu pelos pecadores e faz com que a oferta de Deus seja possível.

  Seguradoras insistem que certas condições devem ser satisfeitas antes de aceitarem um cliente. Deus impõe apenas duas condições: primeiro, nós precisamos reconhecer nossa condição de pecador e confessá-la diante dEle. Depois, precisamos ter uma fé sincera na morte de Cristo no Calvário.

  Para manter uma apólice de seguro é necessário pagar os prêmios de modo regular e pontual. O seguro de vida de Deus não custa nada, pois Jesus Cristo pagou o preço morrendo por nós. Você com certeza deve receber muitas ofertas a cada mês. Mas nenhuma delas se compara com a oferta de salvação de Deus e da vida eterna. Ignorar isto é uma grande tolice — especialmente com relação à eternidade. Aceite agora a oferta de Deus.