Dezembro - 11 - Terça

Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, se chegaram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.
Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre ele haviam de vir, adiantou-se, e disse-lhes: A quem buscais?

(Salmo 27:2; João 18:4)

POR QUE JESUS MORREU?

Algumas obras literárias apresentam a morte de Jesus como a de um mártir, de uma vítima da maldade dos homens. É certo que Jesus foi condenado injustamente por tribunais iníquos. Mas Ele aceitou morrer livremente, cumprindo a obra que o Pai Lhe havia dado para fazer, a única obra que poderia salvar os homens de seus pecados.
O Evangelho segundo João, de modo especial, sublinha essa calma determinação do Senhor Jesus no momento de Sua prisão (João 18:1-12). Quando chegaram os soldados para se apoderarem dEle, não procurou fugir. Se adiantou até onde estavam e educadamente, perguntou por duas vezes: “A quem buscais?” Responderam-Lhe: “A Jesus Nazareno”, e por duas vezes o Senhor Jesus respondeu: “Sou eu”. Os soldados, subitamente colocados na presença da majestade dAquele a quem tinham vindo prender, retrocederam e caíram por terra. 
Nesse momento crucial, Ele ainda protegeu a Seus discípulos, dizendo: “Se, pois, me buscais a mim, deixai ir estes” (v. 8). Com essas palavras, o Senhor Jesus aceitava ser preso, mas ordenava que deixassem ir os Seus. 
Por que Jesus se deixou prender por Seus inimigos? Ele mesmo disse ao discípulo que tentou defendê-Lo: “Não beberei eu o cálice que o Pai me deu?” (v. 11). Jesus deixou-se prender para que o amor alcançasse a todos que se aproximam dEle pela fé.